11 de Abril de 2020 / SEM COMENTÁRIOS / CATEGORIA: Relatos

TITULO: Aperfeiçoamento da equipe de saúde 023 para lograr uma captação de recém nascido precoce. 

ESPECIALIZANDO :Yonel Martinez Arzola.

ORIENTADOR: Janio Rodrigues Regos. 

 

Atenção à saúde da criança ao longo da história vem sofrendo mudanças vinculadas às transformações sociais de cada período, assim, no século passado as crianças eram consideradas como possíveis seres produtivos e dessa maneira, era importante que as doenças fossem tratadas da melhor forma possível para que pudessem voltar logo ao trabalho. Uma criança para crescer saudável – e preparada para enfrentar todas as transformações que ocorrem em seu organismo durante a infância – deve receber determinados cuidados, no sentido de promover seu bem-estar físico e prevenir problemas que possam interferir em seu desenvolvimento neuropsicomotor. (BRASIL 2011)

 

No cuidado com a saúde do recém-nascido (RN) tem importância fundamental para a redução da mortalidade infantil, ainda elevada no Brasil, assim como a promoção de melhor qualidade de vida e a diminuição das desigualdades em saúde. (BRASIL 2011)

 

No período neonatal, momento de grande vulnerabilidade na vida, concentram-se riscos biológicos, ambientais, socioeconômicos e culturais, havendo necessidade de cuidados especiais, com atuação oportuna, integral e qualificada de proteção social e de saúde, direitos reconhecidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.  É na primeira semana de vida, em especial no primeiro dia de vida, que se concentram as mortes infantis no país. Fatores de risco e marcadores assistenciais e análise das condições de nascimento e de morte das crianças é necessária para orientar as ações dos serviços de saúde e alcançar patamares desejáveis de saúde para a população brasileira. (BRASIL 2011)

 

 Da mesma forma, a boa qualidade da atenção nos serviços de saúde é fundamental para o planejamento e adequação da assistência. O imenso trabalho que desenvolvemos, embora tenhamos todo o nosso esforço em fazê-lo da melhor maneira possível, periodicamente é necessário que seja avaliado, e quem melhor do que nós para avaliar o nosso trabalho, procurando contribuir para a superação e lograr que cada dia seja feito com maior qualidade. A população da área desconhece a importância do acompanhamento, crescimento e desenvolvimento das crianças de 0 a 2 anos e a equipe subutiliza a caderneta da criança e pouco valoriza as orientações. O dia 27 de abril de 2018, a Unidade Básica de Saúde Floriano Rego, no município de Santana, estado de Amapá, foi efetuada a reunião da equipe 023 (como se mostra no anexo 1) com objetivo de fazer a autoavaliação da mesma, utilizando o instrumento AMAQ, com a participação do médico, o enfermeiro, a técnica de enfermagem e 6 Agentes Comunitários de Saúde (ACS),  autoavaliação tinha sido feita no ano anterior 2017, por isso, decidimos conjuntamente fazer uma reavaliação onde escolhemos um conjunto de padrões de qualidade, dando uma pontuação a cada um deles em uma escala de 0 até 10 sendo (0-2 muito insatisfatório,3-5 insatifactorio,6 e 7 regular,8 e 9 satisfatório,10 muito satisfatório), (BRASIL 2016).

 

O padrão que equipe considerou de maior importância foi: “a equipe de Atenção Básica acompanha o crescimento e desenvolvimento das crianças menores de dois anos da sua área de abrangência”, neste padrão encontramos outras considerações sobre o grupo de recém-nascido na primeira semana, problemas prioritários que devem ser enfrentados com urgência pela equipe.

 

          Neste sentido realizou-se uma reflexão e discussão sobre o papel que desempenha cada um dos integrantes da equipe, e as ações que possam reverter essa situação e as possibilidades de mudanças na estratégia do trabalho. Foi criado um instrumento para medir o percentual de recém-nascido atendido nas primeiras semanas de vida (anexo 2) assim como uma matriz de intervenção (anexo3). A equipe toda concordou com as seguintes medidas para atingir um bom resultado:

 

  • Discussão nas ações de saúde sobre importância de identificação do recém-nascido nos primeiros 15 dias do nascimento, em especial com as mulheres grávidas;
  • Realizar capacitação dos ACS sobre a importância da atenção recém-nascido;
  • Enfatizar em cada consulta com a grávida no período do último trimestre de gestação sobre a importância do acompanhamento do recém-nascido;
  • Identificação os casos precoces de todas as gestantes na comunidade e o pronto início do acompanhamento pré-natal;
  •  Acompanhamento periódico e contínuo de todas as crianças de nossa área de abrangência;
  • Notificação à UBS das crianças que tiveram altas hospitalares para que as mesmas sejam acompanhadas pelas equipes da Estratégia de  Saúde da Família;
  • Identificar os faltosos do programa e solicitar a busca ativa pelo ACS.

 

 Para minha equipe foi muito importante já que permitiu criar atividades de grupo e troca de experiências com os participantes, além de isso permitiu incrementar os conhecimentos aos ACS sobre importância de identificar nos primeiros dias de nascimento do recém-nascido, permitindo assim trabalhar com um melhor acolhimento e desenvolvimento na saúde de crianças. Assim como existem aspecto positivos também existem debilidades que nos impossibilita fazer nosso trabalho, em nossa UBS existem muitos pacientes que moram no interior onde as consultas se dificultam, já que não permitem um seguimento aos recém-nascidos, e atingir um 100% de identificação nos primeiros dias do nascimento das crianças. Estamos obtendo um grande retorno e identificando esse grupo.   

 

          Espera-se com este projeto alcançar melhoria na qualidade de assistência à saúde da criança com enfoque na organização efetiva da assistência à saúde. Dessa forma, a puericultura se tornará uma prática comum, com alta adesão da população e dos profissionais da unidade.

REFERÊNCIAS

 BRASIL. Saúde da criança: crescimento e desenvolvimento Cadernos de Atenção Básica, n° 33 Brasília – DF 2012.

Atenção a saúde de recém-nascido. Guia para os Professionais de Saúde. (série A. normas e Manuais Técnicos). Volumem 1.  Brasil DF 2011.

-BRASIL. Ministério de Saúde, Secretaria de Atenção Básica a Saúde, Departamento de Atenção Básica. Autoavaliação para Melhoria do Acesso e da Qualidade. AMAQ. Manual instrutivo. Brasília 2016.

Anexo 1

foto 

 

Anexo 2. Instrumento para medir o porcentual de recém-nascido na primeira semana de vida.

Nome e sobre nome

Idade

Sexo

Data de captação

Parto

Peso ao nascer

Data do teste de pezinho

Semanas do mês

 

 

F

M

 

Pre termo

Atermino

Postermino

 

 

1

2

3

4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

T

%

T

%

T

%

P

%

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anexo 3. Matriz de intervenção.

A equipe de Atenção Básica acompanha o crescimento e desenvolvimento das crianças menores de dois anos da nossa área de abrangência

Participação, atenção integral a saúde.

Descrição de padrão: A equipe de Atenção Básica acompanha o crescimento e desenvolvimento das crianças menores 2 anos

Situação problema: Catação tardia do recém-nascido de nossa área de abrangência

Estratégias para alcançar os objetivos

Atividades a serem desenvolvidas

Recursos necessários para o desenvolvimento

 

Resultados esperados

Responsáveis

Prazos

Mecanismo para avaliar o alcance dos resultados

Vinculação ao acompanhamento da puericultura, precoce que deve levar todas as crianças de nosso território de abrangência.

Realiza atividade coletiva com gravidas em ultimo trimestre da gravidez. Abordando a importância da captação do recém-nascido nos primeiros 15 dias do nascimento

 

Humanos

 

Lograr o100% de as catações do recém-nascido primeiros 15 dias de nascimento.

 

 

Doutor Yonel Martinez Arzola

Enfermeiro Walter

 

Uma semana

 

Plano das atividades da equipe, para planejamento das atividades coletivas as gravidas.

 

 

Realização de visita domiciliar 4 vezes por mês

 

 

 

Humanos

 

Pesquisar o 100% de as crianças em primeiro 15 dias do nascimento.

 

Medico

Enfermeiro

Técnica em enfermagem Agente comunitário de Saúde

 

 4 dias

 

Caderno de registro do Agente Comunitário de saúde

 

 

Realizar ações de saúde nos bairros, nas escolas, igreja, abordando a importância da catação precoce das crianças.

 

Humanos

 

Sensibilizar á população alvo sobre a importância da captação preços do recém-nascido

 

 

Doutor Yonel Martinez Arzola

Enfermeiro Walter

 

 

Um dia de cada mês

 

Planilhas de controle de atividades da equipe

 

 

Realizar capacitação dos ACS, sobre a importância da atenção recém nascido.

Humano

A ACS terá conhecimento, para que possa transmitir á população.

Doutor Yonel Martinez Arzola

 

3 dias

Planilhas de controle de atividades da equipe

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Ponto(s)